OMS e Unicef lançam dez passos para promover o aleitamento materno OMS e Unicef lançam dez passos para promover o aleitamento materno - Primeiros 1000 Dias

OMS e Unicef lançam dez passos para promover o aleitamento materno

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançaram nova cartilha com 10 passos para aumentar o apoio ao aleitamento materno nas unidades de saúde que prestam serviços de maternidade para recém-nascidos.  

A “Ten Steps to Successful Breastfeeding” (10 passos para a amamentação bem sucedida) resume um pacote de políticas e procedimentos que as instituições devem implementar para apoiar a amamentação. 

Como se sabe, dentre outros benefícios, o leite materno é uma das maneiras mais efetivas de proteção contra infecções do trato digestivo, do sistema respiratório e do trato urinário. A prática ainda melhora o QI, o desempenho e a frequência escolar, além de estar associada a rendas mais altas na vida adulta. Por fim, reduz o risco de câncer de mama nas mães.

Veja os 10 passos a serem implementados de acordo com o novo documento:

Procedimentos de gestão

1a – Cumprir plenamente o Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno e as resoluções relevantes da Assembleia Mundial de Saúde.  

1b – Ter uma política de alimentação infantil registrada por escrito e que seja comunicada aos pais e funcionários com frequência.

1c – Estabelecer sistemas contínuos de monitoramento e gerenciamento de dados.

2 – Garantir que os funcionários tenham conhecimento, competência e habilidades suficientes para apoiar a amamentação.

Práticas clínicas

3 – Discutir a importância e manejo da amamentação com mulheres grávidas e seus familiares.

4 – Facilitar o contato pele-a-pele imediato e ininterrupto e com suporte para que as mães iniciem a amamentação logo após o nascimento.

5 – Dar suporte para que as mães iniciem e mantenham a amamentação, fazendo o manejo de possíveis dificuldades.

6 – Não dar alimentos ou líquidos ao recém-nascido, fora o leite materno, a não ser que seja indicado pelo médico.  

7 – Possibilitar que mães e bebês fiquem juntos, no mesmo quarto, 24 horas por dia.

8 – Dar suporte para que as mães reconheçam e respondam às demonstrações de fome do filho.

9 – Aconselhar as mães sobre o uso e os riscos de mamadeiras, bicos e chupetas.

10 – Coordenar a alta para que os pais e seus filhos tenham acesso ao apoio e cuidado contínuos.  

Bibliografia: World Health Organization (“Ten steps to successful breastfeeding“) e